Pesquisar e

terça-feira, 7 de março de 2017

Teologia gay- uma reposta bíblica e definitiva


Há base Bíblica para a aprovação das relações homossexuais?





ARGUMENTOS  DA TEOLOGIA GAY


Observações: 



  • Esta discussão abaixo se dá no nivel religioso-moral e não é portanto de ordem científica.
  • Não consideramos a prática homossexual doença!





1-As condenações no livro de Levítico eram restritas.

 se referem somente às relações sexuais praticadas em conexão com os cultos idolátricos e pagãos ou se encontram ao lado de outras regras contra comer sangue ou carne de porco, que já seriam ultrapassadas e, portanto, sem validade para os cristãos. 
RESPOSTA:
a- A proibição em Levítico se refere a leis sexuais: poligamia, adultério,  prostituição cultual e atos homossexuais, bestialidade. Apenas a prostituição cultual ésta vinculada à culto idolátrico, veja:
Lv 18:18  E não tomarás com tua mulher outra, de sorte que lhe seja rival, descobrindo a sua nudez com ela durante sua vida.
19 ¶ Não te chegarás à mulher, para lhe descobrir a nudez, durante a sua menstruação.
20  Nem te deitarás com a mulher de teu próximo, para te contaminares com ela.
21  E da tua descendência não darás nenhum para dedicar-se a Moloque, nem profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o SENHOR.
22  Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação.

23  Nem te deitarás com animal, para te contaminares com ele, nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão.

Lv 20:10 ¶ Se um homem adulterar com a mulher do seu próximo, será morto o adúltero e a adúltera.

11  O homem que se deitar com a mulher de seu pai terá descoberto a nudez de seu pai; ambos serão mortos; o seu sangue cairá sobre eles.
12  Se um homem se deitar com a nora, ambos serão mortos; fizeram confusão; o seu sangue cairá sobre eles.
13  Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável; serão mortos; o seu sangue cairá sobre eles.
14  Se um homem tomar uma mulher e sua mãe, maldade é; a ele e a elas queimarão, para que não haja maldade no meio vós.

15  Se também um homem se ajuntar com um animal, será morto; e matarás o animal.

b- As proibições morais permanecem no Novo Testamento
 1 Tm 1:8  Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela se utiliza de modo legítimo,
9  tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para transgressores e rebeldes, irreverentes e pecadores, ímpios e profanos, parricidas e matricidas, homicidas,
10  impuros, sodomitas 733, raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina,




1 Coríntios 6:9  Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas <733>,


Rm 1:26  Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza;
27  semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro

 733 arsenokoites

de 730 e 2845; ; n m

1) alguém que se deita com homem e com mulher, sodomita, homossexual  (Léxico de Strong)

730 arseno= homem
2845 koite 
de 2749; ; n f 
1) lugar para se deitar, descansar, dormir 
1a) cama, leito 
2) leito matrimonial 
2a) de adultério 
3) coabitação, seja lícito ou ilícito 
3a) relação sexual 

Seria equivalente a denominação usada no Brasil HSH - homem que faz sexo com homem, independente de ser ou não hetero.

2-O pecado de Sodoma e Gomorra não foi o ato homossexual, mas a falta de hospitalidade para com os hóspedes de Ló. Ez 16:49

Dizem que o pedido daqueles homens da cidade para “conhecer” (Gn 19:5) significa simplesmente “ser apresentado”, sem nenhuma conotação sexual, porque a palavra hebraica correspondente ao verbo “conhecer” (yada) geralmente não tem conotação sexual (cf. SI 139:1).


Já outros dizem que se trata de xenofobia por meio de abuso sexual:
"... Caso você nunca tenha ouvido falar, consulte livros de história, enciclopédias, internet... sobre o assunto xenofobia, que é a repulsa a coisas ou pessoas estrangeiras, medo e ódio aos estrangeiros.
Por que o medo de nações estrangeiras? Lembra dos “espias de Jericó”? Existia uma estratégia de guerra e dominação entre os povos da Antiguidade de enviarem seus espiões para examinar a terra inimiga e voltarem às suas contando sobre todos os procedimentos e andamentos das cidades a serem invadidas. Uma forma de intimidar e refrear o envio de espiões, era violentando sexualmente os “visitantes”.
Voltando ao contexto, se fosse uma questão de homossexualidade pura e simples, por que haveria Ló de oferecer suas filhas virgens? Ele não seria tão estúpido para oferecer mulheres a um bando de homossexuais abusadores. Se ele ofereceu suas filhas, é porque sabia que os mesmos não eram homossexuais.
Esta situação de repulsa aos estrangeiros é logo encontrada alguns livros a frente do Antigo Testamento e pouco se fala sobre este texto da Bíblia. “Estando eles alegrando o seu coração, eis que os homens daquela cidade (homens que eram filhos de Belial) cercaram a casa, batendo à porta; e falaram ao ancião, senhor da casa, dizendo: Tira para fora o homem que entrou em tua casa, para que o conheçamos. E o homem, dono da casa, saiu a eles e disse-lhes: Não, irmãos meus, ora não façais semelhante mal; já que este homem entrou em minha casa, não façais tal loucura. Eis que a minha filha virgem e a concubina dele vo-las tirarei fora; humilhai-as a elas, e fazei delas o que parecer bem aos vossos olhos; porém a este homem não façais essa loucura.” (Juízes 19, 22-24).
Estas histórias apenas confirmam os assuntos que seguem, por isso é importante que você leia com muita atenção. Este tipo de atitude para Deus é degradante. Violentar sexualmente uma pessoa, com o prazer de humilhar uma orientação sexual que não lhe era natural. Isto é exatamente o contrário da vontade de partilhar afetivamente uma vida a dois.
O profeta Ezequiel revela o verdadeiro pecado de Sodoma: “Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.” (Ezequiel 16, 49). Sodoma cometeu abominação por sua constante hostilidade, segregação e agressão ao ser humano. Trazendo esta questão para os nossos dias, podemos afirmar que o papel “sodomita” atualmente é desempenhado pelas próprias igrejas homofóbicas, pelo alto grau de rejeição a seres humanos, vidas, enfim, a toda uma comunidade de pessoas que Deus aceitou em amor."   http://www.igrejacontemporanea.com.br/site/homossexualidade.html  acesso em 17/03/2017
Resposta:
1- Na verdade, Sodoma e Gomorra foram condenados por vários pecados, dentre eles a prática homossexual

Judas 1:7  como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição (porneia)como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição.
Léxico de Strong: 
    4202 porneia  de 4203; 
    1) relação sexual ilícita 
    1a) adultério, fornicação, homossexualidade, lesbianismo, relação sexual com animais etc. 
    1b) relação sexual com parentes próximos; Lv 18 1c) relação sexual com um homem ou mulher divorciada; #Mc 10.11,122) metáfora: adoração de ídolos
    2a) da impureza que se origina na idolatria, na qual se incorria ao comer sacrifícios oferecidos aos ídolos
    2- O verbo conhecer tem sim conotação sexual em vários contextos:
    Gênesis 4:1 ¶ E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu, e teve a Caim, {que significa aquisição} e disse: Alcancei do SENHOR um varão.
    Gênesis 4:17  E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu e teve a Enoque; e ele edificou uma cidade e chamou o nome da cidade pelo nome de seu filho Enoque.

    Gênesis 4:25 ¶ E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela teve um filho e chamou o seu nome Sete; {que significa compensação ou renovo} porque, disse ela, Deus me deu outra semente em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.

    3- Os dicionários confirmam que o termo CONHECER tem também conotação sexual:
    yada‘

    uma raiz primitiva; DITAT-848; v

    1) conhecer
    1a) (Qal)
    1a1) conhecer
    1a1a) conhecer, aprender a conhecer
    1a1b) perceber
    1a1c) perceber e ver, descobrir e discernir
    1a1d) discriminar, distinguir
    1a1e) saber por experiência
    1a1f) reconhecer, admitir, confessar, compreender
    1a1g) considerar
    1a2) conhecer, estar familiarizado com
    1a3) conhecer (uma pessoa de forma carnal)
    1a4) saber como, ser habilidoso em
    1a5) ter conhecimento, ser sábio
    1b) (Nifal)
    1b1) tornar conhecido, ser ou tornar-se conhecido, ser revelado
    1b2) tornar-se conhecido
    1b3) ser percebido
    1b4) ser instruído
    1c) (Piel) fazer saber
    1d) (Poal) fazer conhecer

    1e) (Pual)
    1e1) ser conhecido
    1e2) conhecido, pessoa conhecida, conhecimento (particípio)
    1f) (Hifil) tornar conhecido, declarar
    1g) (Hofal) ser anunciado
    1h) (Hitpael) tornar-se conhecido, revelar-se

    4- Jz 19 não aprova a teoria do abuso sexual por xenofobia. O fato é que Jz 19 deixa claro que os homens na verdade eram bissexuais e viciados em sexo: 
    Jz 19:18  E ele lhe disse: Passamos de Belém de Judá até aos lados da montanha de Efraim, de onde sou, porquanto fui a Belém de Judá; porém, agora, vou à casa do SENHOR, e ninguém há que me recolha em casa,
    19  ainda que há palha e pasto para os nossos jumentos, e também pão e vinho há para mim, e para a tua serva, e para o moço que vem com os teus servos; de coisa nenhuma há falta.
    20  Então, disse o velho: Paz seja contigo; tudo quanto te faltar fique ao meu cargo; tão-somente não passes a noite na praça.
    21  E trouxe-o a sua casa e deu pasto aos jumentos; e, lavando-se os pés, comeram e beberam.

    22 ¶ Estando eles alegrando o seu coração, eis que os homens daquela cidade (homens que eram filhos de Belial) cercaram a casa, batendo à porta; e falaram ao velho, senhor da casa, dizendo: Tira para fora o homem que entrou em tua casa, para que o conheçamos.
    23  E o homem, senhor da casa, saiu a eles e disse-lhes: Não, irmãos meus! Ora, não façais semelhante mal; já que este homem entrou em minha casa, não façais tal loucura.
    24  Minha filha virgem e a concubina dele trarei para fora; humilhai-as e fazei delas o que melhor vos agrade; porém a este homem não façais semelhante loucura.
    25  Porém aqueles homens não o quiseram ouvir; então, ele pegou da concubina do levita e entregou a eles fora, e eles a forçaram e abusaram dela toda a noite até pela manhã; e, subindo a alva, a deixaram.
    26  Ao romper da manhã, vindo a mulher, caiu à porta da casa do homem, onde estava o seu senhor, e ali ficou até que se fez dia claro.
    27  Levantando-se pela manhã o seu senhor, abriu as portas da casa e, saindo a seguir o seu caminho, eis que a mulher, sua concubina, jazia à porta da casa, com as mãos sobre o limiar.
    28  Ele lhe disse: Levanta-te, e vamos; porém ela não respondeu; então, o homem a pôs sobre o jumento, dispôs-se e foi para sua casa.



    29  Chegando a casa, tomou de um cutelo e, pegando a concubina, a despedaçou por seus ossos em doze partes; e as enviou por todos os limites de Israel.


    5- O contexto mostra que os habitantes de Sodoma quiseram ter relações sexuais com os homens, tanto que o Ló chegou a oferecer a sua filha. Ele deve ter oferecido talvez por eles serem bissexuais  como ocorreu em Jz 19. Mas de qualquer modo a relação de pessoas do mesmo sexo é condenada, tanto quanto o não consentimento sexual

    Jz 19:22 ¶ Estando eles alegrando o seu coração, eis que os homens daquela cidade (homens que eram filhos de Belial) cercaram a casa, batendo à porta; e falaram ao velho, senhor da casa, dizendo: Tira para fora o homem que entrou em tua casa, para que o conheçamos.
    23  E o homem, senhor da casa, saiu a eles e disse-lhes: Não, irmãos meus! Ora, não façais semelhante mal; já que este homem entrou em minha casa, não façais tal loucura.

    24  Minha filha virgem e a concubina dele trarei para fora; humilhai-as e fazei delas o que melhor vos agrade; porém a este homem não façais semelhante loucura.
    25  Porém aqueles homens não o quiseram ouvir; então, ele pegou da concubina do levita e entregou a eles fora, e eles a forçaram e abusaram dela toda a noite até pela manhã; e, subindo a alva, a deixaram.
    26  Ao romper da manhã, vindo a mulher, caiu à porta da casa do homem, onde estava o seu senhor, e ali ficou até que se fez dia claro.
    27  Levantando-se pela manhã o seu senhor, abriu as portas da casa e, saindo a seguir o seu caminho, eis que a mulher, sua concubina, jazia à porta da casa, com as mãos sobre o limiar.
    28  Ele lhe disse: Levanta-te, e vamos; porém ela não respondeu; então, o homem a pôs sobre o jumento, dispôs-se e foi para sua casa.


    29  Chegando a casa, tomou de um cutelo e, pegando a concubina, a despedaçou por seus ossos em doze partes; e as enviou por todos os limites de Israel.

    Gn 19:5 ¶ Ao anoitecer, vieram os dois anjos a Sodoma, a cuja entrada estava Ló assentado; este, quando os viu, levantou-se e, indo ao seu encontro, prostrou-se, rosto em terra.
    2  E disse-lhes: Eis agora, meus senhores, vinde para a casa do vosso servo, pernoitai nela e lavai os pés; levantar-vos-eis de madrugada e seguireis o vosso caminho. Responderam eles: Não; passaremos a noite na praça.
    3  Instou-lhes muito, e foram e entraram em casa dele; deu-lhes um banquete, fez assar uns pães asmos, e eles comeram.
    4 ¶ Mas, antes que se deitassem, os homens daquela cidade cercaram a casa, os homens de Sodoma, tanto os moços como os velhos, sim, todo o povo de todos os lados;
    5  e chamaram por Ló e lhe disseram: Onde estão os homens que, à noitinha, entraram em tua casa? Traze-os fora a nós para que os conheçamos.
    6  Saiu-lhes, então, Ló à porta, fechou-a após si
    7  e lhes disse: Rogo-vos, meus irmãos, que não façais mal;
    8  tenho duas filhas, virgens, eu vo-las trarei; tratai-as como vos parecer, porém nada façais a estes homens, porquanto se acham sob a proteção de meu teto.

    9  Eles, porém, disseram: Retira-te daí. E acrescentaram: Só ele é estrangeiro, veio morar entre nós e pretende ser juiz em tudo? A ti, pois, faremos pior do que a eles. E arremessaram-se contra o homem, contra Ló, e se chegaram para arrombar a porta




    5- O texto de Ezequiel cita 3 tipos de pecado: soberba, falta de filantropia e abominações (o que inclui a homossexualidade) Lv 18:22

    Ez 16:49  Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e próspera tranqüilidade teve ela e suas filhas; mas nunca amparou o pobre e o necessitado.
    50  Foram arrogantes e fizeram abominações diante de mim; pelo que, em vendo isto, as removi dali.

    Lv 18:22  Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação.

    6-Deus não destruiu a cidade simplesmente por causa daquele incidente e sim de um somatório de fatores, á acima citados:
    • falta de filantropia
    • soberba
    • homossexualidade e outras abominações


    Gênesis 13:13  Ora, os homens de Sodoma eram maus e grandes pecadores contra o SENHOR.

    Gn 18:20  Disse mais o SENHOR: Com efeito, o clamor de Sodoma e Gomorra tem-se multiplicado, e o seu pecado se tem agravado muito.

    2 Pedro 2:6  e, reduzindo a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as à ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente;
    Judas 1:7  como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição.

    Conclusão:
    Dentre os muitos pecados dos habitantes de Sodoma e cidades vizinhas a homossexualidade era sem dúvida um deles!

    3-Jesus nunca condenou relações homossexuais
    Resposta:
    • O fato de Jesus nunca ter mencionado especificamente o homossexualismo não significa sua aprovação. Em seus ensinos condenou a porneia,  palavra que inclui a homossexualidade. 
    Mateus 15:19  Porque do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição 4202, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias.
    Marcos 7:21  Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição 4202, os furtos, os homicídios, os adultérios,
    Léxico de Strong
    porneia
    de 4203; TDNT-6:579,918; n f

    1) relação sexual ilícita
    1a) adultério, fornicação, homossexualidade, lesbianismo, relação sexual com animais etc.
    1b) relação sexual com parentes próximos; Lv 18
    1c) relação sexual com um homem ou mulher divorciada; #Mc 10.11,12
    2) metáf. adoração de ídolos
    2a) da impureza que se origina na idolatria, na qual se incorria ao comer sacrifícios oferecidos aos ídolos
    • Paulo inspirado pelo Espirito Santo condenou a homossexualidade em 3 ocasiões:

    1 Tm 1:8  Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela se utiliza de modo legítimo,
    9  tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para transgressores e rebeldes, irreverentes e pecadores, ímpios e profanos, parricidas e matricidas, homicidas,
    10  impuros, sodomitas 733, raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina,

    1 Coríntios 6:9  Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas <733>,

    Rm 1:26  Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza;
    27  semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro

    • Judas disse que os habitantes de Sodoma foram condenados por causa de relações sexuais ilícitas
    Judas 1:7  como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição (ekporneu) como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição.


    "Os teólogos inclusivos gostam de dizer que Jesus Cristo nunca falou contra o homossexualismo. Em compensação, falou bastante contra a hipocrisia, o adultério, a incredulidade, a avareza e outros pecados tolerados pelos cristãos. Este é o terceiro ponto: sabe-se, todavia, que a razão pela qual Jesus não falou sobre homossexualidade é que ela não representava um problema na sociedade judaica de sua época, que já tinha como padrão o comportamento heterossexual. Não podemos dizer que não havia judeus que eram homossexuais na época de Jesus, mas é seguro afirmar que não assumiam publicamente esta conduta. Portanto, o homossexualismo não era uma realidade social na Palestina na época de Jesus. Todavia, quando a Igreja entrou em contato com o mundo gentílico – sobretudo as culturas grega e romana, onde as práticas homossexuais eram toleradas, embora não totalmente aceitas –, os autores bíblicos, como Paulo, incluíram as mesmas nas listas de pecados contra Deus. Para os cristãos, Paulo e demais autores bíblicos escreveram debaixo da inspiração do Espírito Santo enviado por Jesus Cristo. Portanto, suas palavras são igualmente determinantes para a conduta da Igreja." Cristianismo Hoje- Augusto Nicodemus"


    4- Davi e Jônatas eram homossexuais



    E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas O AMOU, COMO À SUA PRÓPRIA ALMA. 1 Samuel 18:1

    E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. 1 Samuel 18:3 

    E falou Saul a Jônatas, seu filho, e a todos os seus servos, para que matassem a Davi. Porém Jônatas, filho de Saul, estava mui afeiçoado a Davi. 1 Samuel 19:1 

    E respondeu Jônatas a Saul: Davi me pediu encarecidamente que o deixasse ir a Belém. 1 Samuel 20:28

    Então disse Jônatas a Davi: Vem e saiamos ao campo. E saíram ambos ao campo. 1 Samuel 20:11

    E ambos fizeram "aliança" perante o Senhor; Davi ficou no bosque, e Jônatas voltou para a sua casa. 1 Samuel 23:18 

    E disse Jônatas a Davi: O que disser a tua alma, eu te farei. 1 Samuel 20:4 

    E Jônatas fez jurar a Davi de novo, porquanto o amava; porque o amava com todo o amor da sua alma. 1 Samuel 20:17 

    Então se levantou Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi no bosque, e "confortou" a sua mão em Deus; 1 Samuel 23:16 

    E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto. 1 Samuel 18:4 

    E Jônatas o anunciou a Davi, dizendo: Meu pai, Saul, procura matar-te, pelo que agora guarda-te pela manhã, e fica-te em oculto, e esconde-te. 1 Samuel 19:2 

    E disse Jônatas a Davi: Vai-te em paz; o que nós temos jurado ambos em nome do Senhor, dizendo: O Senhor seja entre mim e ti, e entre a minha descendência e a tua descendência, seja perpetuamente. 1 Samuel 20:42 

    ANGUSTIADO ESTOU POR TI, MEU IRMÃO JÔNATAS; QUÃO AMABILÍSSIMO ME ERAS! MAIS MARAVILHOSO ME ERA O TEU AMOR DO QUE O AMOR DAS MULHERES. 2 SAMUEL 1:26..............................................



    Resposta:
    1-Nenhum destes textos prova definitivamente um amor homossexual. Nem mesmo o texto da roupa, pois o Judeu usava uma roupa interior e uma exterior, além disso o termo aliança não necessariamente designa relação sexual
    2- Ainda que eles possam ter tido um romance homossexual não há sinal da aprovação divina.
    3- Davi adulterou e mandou matar um homem. E nem por isso a Bíblia mostrou aprovação de sua conduta
    4- Davi se tornou um polígamo- teve 8 mulheres e 10 concumbinas. Não parece muito interessado em homens. 
    Mical- 1 Sm 19:11
     Ainoã- 2 Sm 3:2
    Abgail- 2 Sm 3:3
    Maacá- 2 Sm 2:3
    Hagite - 2 Sm 3:4
    Eglá-   2 Sm 3:5
    Bate- seba- 2 Sm 12:24
    Abisague-1 Reis 1:1-3  
    2 Samuel 5:13  Tomou Davi mais concubinas e mulheres de Jerusalém, depois que viera de Hebrom, e nasceram-lhe mais filhos e filhas.
    2 Samuel 15:16  Saiu o rei, e todos os de sua casa o seguiram; deixou, porém, o rei dez concubinas, para cuidarem da casa.
    2 Samuel 16:22  Armaram, pois, para Absalão uma tenda no eirado, e ali, à vista de todo o Israel, ele coabitou com as concubinas de seu pai.

    1 Crônicas 3:9  Todos estes foram filhos de Davi, afora os filhos das concubinas; e Tamar, irmã deles.
    2 Samuel 16:22  Armaram, pois, para Absalão uma tenda no eirado, e ali, à vista de todo o Israel, ele coabitou com as concubinas de seu pai.



    5- Os termos gregos usados no Novo Testamento não 

    condenam práticas homossexuais por si mesmas.

    a-Malakoi

    "O termo grego traduzido por “efeminados” é “malakoi”, que pode ser literalmente traduzido como “mole”, “macio”, “suave ao toque” (algo como “molengão”). Alguém sem fibra, que se entregava facilmente diante de uma situação de pressão. Em época de implacável perseguição contra os cristãos, o mínimo exigido de um seguidor de Cristo é que fosse firme. O termo “malakoi” aponta para uma inaceitável fraqueza de caráter.

    Por que traduziram este termo como “efeminado”? Porque nas culturas antigas, a feminilidade era vista como sinônimo de fragilidade. Seria mais ou menos como dizer a um filho hoje em dia: Seja homem! Não seja uma mulherzinha! É óbvio que o objetivo de quem usa tal expressão não é diminuir o valor da mulher, mas encorajar o filho a portar-se varonilmente.

    Dicionários teológicos associam malakos (singular de “malakoi”) a um homem afeminado, mas reconhecem que o termo pode significar pessoas promíscuas, isto é, dadas aos prazeres da carne, tanto homens, quanto mulheres. Porém, há estudos que relacionam malakoi com a prostituição masculina praticada na época de Paulo, principalmente em Corinto, cidade famosa por sua depravação sexual."


    Resposta:
    Lexico Grego CPAD. Edward Robinson
    • O termo malakoi era usado de modo figurado para se referir a homossexuais e não a pessoas fracas.
    • A despeito das afirmativas nenhum dicionário foi citado para defender a tese acima citada.
    • O Léxico de Strong diz que este afeminado poderia ser ou não um garoto que vendia seu corpo:
    malakos
    de afinidade incerta; ; adj

    1) mole, macio para tocar

    2) metáf. num mal sentido
    2a) afeminado

    2a1) de um catamito
    2a2) de um rapaz que mantém relações homosexuais com um homem
    2a3) de um homem que submete o seu corpo a lascívia não natural
    2a4) de um homem que se prostitue

    Dicionário Michaelis:
    catamito sm

    1 Menino mantido para fins sodomitas.
    2 Indivíduo efeminado; homossexual.



    malakos Efeminado, um termo técnico para o parceiro passivo em relações homossexuais.” (RIENECKER e ROGERS, Chave línguística do N.T. grego, Vida Nova, 1995, p. 297);


    "Nos autores clássicos, o termo (malakia) originalmente significava "maciez", mas também veio a ser usado para homens efeminados. Nos escritores médicos, descrevia "fraqueza" ou "doença" generalizada. O uso grego posterior o vinculava com nosos, "enfermidade", para indicar a doença do corpo". (COENEN; BROWN, Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento, Vida Nova, 2000, p. 884)
    b- arsenokoitai


    "Já o termo “arsenokoitai”, traduzido como “sodomita” na versão de Ferreira de Almeida, só passou a se referir a prática homossexual a partir da Alta Idade Média. Etimologicamente, o radical linguístico “arsen” significa macho, enquanto “koitos” significa leito. Bem da verdade, “arsenokoitai” é um termo de significado obscuro, que não possui qualquer registro na literatura clássica grega. O que levou alguns a considerar tratar-se de neologismo do próprio Paulo.

    Convém lembrar que há uma enorme quantidade de vocábulos do grego clássico usados para designar o comportamento homossexual, porém, Paulo não lançou mão de nenhum deles. Logo, podemos deduzir que o apóstolo estivesse falando de algo bem particular e não propriamente da homossexualidade. A Bíblia de Jerusalém, considerada uma das melhores traduções das Escrituras, traduz o termo “arsenokoitai” como “pessoas de costumes infames”.

    É plausível crer que Paulo estivesse se referindo à prática da prostituição cúltica tão disseminada no império romano, onde homens, independentemente de sua orientação sexual, tinham relações tanto com pessoas do mesmo sexo, quanto com do sexo oposto, atribuindo a isso um valor devocional.

    Festas religiosas como a dedicada a Dionísio, deus do vinho (conhecido também como Baco; daí o termo “bacanal”, festival de Baco) eram verdadeiras orgias, onde famílias inteiras se entregavam aos prazeres desenfreados da carne, julgando com isso estarem cultuando ao seu ídolo.


    É também neste contexto de idolatria que Paulo expressa seu repúdio no primeiro capítulo de sua epístola aos Romanos, onde denuncia aqueles que, “dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis”(Rm.1:22-23)."


    Razão pela qual “Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador”(vv.24-25). Repare que tudo começa na idolatria. Este é o contexto imediato. Como juízo, Deus os entrega a si mesmos, como se dissesse: É isso mesmo que vocês querem? Então, lá vai…

    A partir deste ponto, Paulo descreve as tais “paixões infames” às quais Deus os abandonou.

    “Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.” Romanos 1:26-27

    Interessante notar que, se a interpretação que tem sido feita está correta, é a primeira vez que encontramos nas Escrituras qualquer menção à homossexualidade feminina. Em Levíticos 18:22 lemos sobre a proibição de homem deitar-se com outro homem como se fosse mulher, mas não vemos nada acerca da mulher que se relaciona sexualmente com outra. Acho que isso mereceria certa atenção. Porque se o assunto é, de fato, homossexualidade, então, não se poderia deixar de fora as mulheres. Há quem acredite que Paulo teria corrigido isso.

    Será que Paulo estava falando de homoafetividade? Ou estaria falando de uma prática diretamente ligada à idolatria?

    Imagine homens de orientação heterossexual mantendo relações homossexuais só para agradar a uma divindade pagã! Pois era justamente isso que acontecia naquela sociedade. Nada mais antinatural. Por isso, eles se embriagavam e usavam máscaras. A embriaguez era para tomar coragem e desafiar sua própria natureza.

    A máscara era para proteger o anonimato, e assim, ajudá-los a lidar com a culpa e a vergonha. Não se tratava de homossexualidade propriamente, mas de orgia, de promiscuidade elevada ao mais alto grau. Seres humanos reduzidos a objetos de prazer. Tudo em nome do culto a uma divindade pagã.

    Assim como é antinatural a um homem ter relações com outro homem, sendo ambos héteros, também é antinatural forçar um homossexual a casar-se com alguém do sexo oposto para suprir as expectativas da sociedade que prima pela hipocrisia. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/beijo-gay-na-disney-o-que-malafaia-diz-sobre-homossexualidade-nao-e-o-que-diz-a-biblia-por-hermes-fernandes/

    Resposta:
    1- Se Paulo quisesse se referir especificamente a orgias em honra ao deus Baco ou Dionísio teria usado o termo próprio no grego
    Almeida Século 21
    Romanos 13:13  vivamos de modo decente, como quem vive de dia, não em orgias <2970> e bebedeiras não em imoralidade sexual e depravação, não em discórdias e invejas
    Gálatas 5:21  invejas, bebedeiras, orgias <2970> e coisas semelhantes a estas,  contra as quais vos previno, como já vos preveni antes. Os  que as praticam não herdarão o reino de Deus .
    1 Pedro 4:3  Porque basta que no tempo passado tenhais cumprido a vontade dos gentios, andando em libertinagens, prazeres, embriagues,  orgias <2970>, bebedeiras e  idolatrias repulsivas.

    O Léxico Grego de Strong: 
     komos  (2970) “orgia, farra. Procissão noturna e luxuriosa de pessoas bêbadas e galhofeiras que após um jantar desfilavam pelas ruas com tochas e músicas em honra a Baco ou algum outro deus, e cantavam e tocavam diante das casas de amigos e amigas; por isso usado geralmente para festas e reuniões para beber que se prolonga até tarde e que favorece a folia.”.

    2- O termo "contrário a natureza" era um termo técnico no grego usado por Platão,  para se referir, no ambito sexual, às atividades entre pessoas do mesmo sexo, veja:


    "E faça-se a observação em tom sério ou a título de gracejo, seguramente não se deixa de constatar que quando o macho se une à fêmea para procríação o prazer experimentado é considerado devido à natureza, porém contrário à natureza quando o macho se une ao macho ou a fêmea se une à fêmea, sendo que os primeiros responsáveis por tais enormidades foram impelidos pelo domínio que o prazer exercia sobre, eles" Leis. Livro I. Platão


     "Se fôssemos seguir os passos da natureza e promulgar aquela lei que era vigente antes da época de Laio, declarando que é certo nos abster da relação sexual em que substituímos um a mulher por um homem ou um rapaz , aduzindo como evidência a natureza dos animais selvagens e apontando o fato do macho não tocar o macho com esse, propósito , visto que é contra a natureza..."  Leis. Livro VIII. Platão


     O ateniense: Fizeste um a observação bastante oportuna pois é precisamente isso que eu pensava a o me referir a o procedimento de que tenho conhecimento para impor essa lei que exige que se siga a natureza na cópula destinada à reprodução , seja não tocando no sexo masculino , seja abstendo-se do extermínio de indivíduo s humanos , seja não lançando a sementes sobre rochas e pedras*•*• • onde jamais criará raízes e nem frutificará ; e finalmente , no campo feminino , que se abstenha de qualquer atividade sexua l que não tenha propósito a fecundação . Esta lei, quando se tornar permanente e soberana , tão soberana quanto esta que agora proíbe a relação [sexual] entre pais o filhos, e obter no que diz respeito aos outro s tipos de relações a devida vitória será infinitamente benéfica , já que em primeiro lugar acata as determinações da natureza , servindo inclusive par a afastar a s pessoas das fúrias e loucuras sexuais, e de todo tipo de adultério bem com o de bebedeiras e glutonices, e em segundo lugar promove a afeição dos maridos por sua s próprias esposas..." Leis. Livro VIII. Platão   
    https://onedrive.live.com/?authkey=%21AAhlH4RVzhKSECM&cid=04EDE51A3D5B3B69&id=4EDE51A3D5B3B69%21341&parId=4EDE51A3D5B3B69%21338&o=OneUp



    3- O termo arsenokoite se refere a homem que faz sexo com outro homem e foi usado por Diógenes Laércio na Idade Antiga

    Lexico Grego CPAD. Edward Robinson


    “Homossexual masculino; pederasta, sodomita” (BROWN e COENEN, Dicionário Internacional de Teologia do N.T, Vida Nova, p. 971)


    “Um homem que tem ralações sexuais com outro homem, homossexual.” (RIENECKER e ROGERS, Chave línguística do N.T. grego, Vida Nova, 1995)


    4- A Bíblia de Jerusalém Nova Edição Revista, 6ª impressão de 1993 traduz 6:10 usando os termos: sodomitas e efeminados. O fato da Nova edição usar o termo "costume infames" se refere às práticas homossexuais, observe:

    Romanos 1:26  Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza;



    "Mas digamos que a exegese apresentada aqui não o tenha convencido. Você prefere crer que homossexuais estão fadados a serem punidos para sempre no inferno, desde que sua própria timidez seja alvo da misericórdia divina. Que tal se avançarmos um pouco na leitura de Romanos 1?

    A severidade com que Deus julgará os idólatras, também julgará os que não se importaram de ter conhecimento de Deus (e aqui, o apóstolo mira sua metralhadora giratória para os judeus), que, mesmo não praticando tais coisas, aprovavam os que a praticavam (v.32).

    Por isso, o mesmo Deus que entregou os gentios às suas próprias paixões, também os entregou “a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia” (vv. 28-31).

    E por falar em lista, sabe o que mais me chama atenção nesta em particular? O último item. De que adiantaria escaparmos de todas as listas apresentadas nas Escrituras, mas cairmos justamente no último item desta?

    A falta de misericórdia nos faz inescusáveis perante Deus. Não foi à toa que Jesus disse que bem-aventurados são os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia. Sinceramente, espero ser contado entre estes. Se tiver que pecar pelo excesso, que peque pelo excesso de misericórdia e não de juízo.

    O objetivo de Paulo nos primeiros capítulos de Romanos é mostrar que todos somos farinha do mesmo saco. Judeus e gentios, héteros e homossexuais, homens e mulheres, só escaparemos do severo juízo divino se formos tão misericordiosos com os outros quanto somos condescendentes conosco mesmos. “Portanto”, arremata o apóstolo, “és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer se sejas, pois te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro” (Rm.2:1).

    Quando vejo o sofrimento de milhões de seres humanos, reputados como escória pelo simples fato de serem gays, meu coração é tomado de misericórdia. Não me vejo à vontade diante de um discurso odioso, que, direta ou indiretamente, fomenta o preconceito. Quando recebo e-mails e mensagens in box de seres humanos dispostos a tirar a própria vida por não se aceitarem, ou por não conseguirem lidar com a pressão social, meu coração se enternece.

    Foi o que senti ao assistir ao vídeo postado por Viviany Beleboni, a transexual que encenou a crucificação na Parada Gay em SP, que em prantos denunciou a agressão sofrida por alguém que a chamava de “demônio” e dizia “Você não é de Deus!” Com o olho roxo e feridas à faca abertas no rosto e no braço, Viviany lamentava o episodio. Como ela, muitos têm sido agredidos e até mortos por causa de sua orientação sexual. Espero que este singelo texto ajude a desarmar espíritos e conduzir-nos pelas sendas da compreensão, do amor e da misericórdia."http://www.diariodocentrodomundo.com.br/beijo-gay-na-disney-o-que-malafaia-diz-sobre-homossexualidade-nao-e-o-que-diz-a-biblia-por-hermes-fernandes/
    Resposta:
    1- Toda  atitude homofóbica ,agressão ou discriminação a homossexuais, transexuais ou travestis não tem fundamento no Cristianismo bíblico
    Mateus 7:12  Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.

    Lucas 6:31  Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles.

    2- Todos os seres humanos são pecadores e todos precisam se arrepender de seus pecados
    Romanos 3:23  pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,
    Romanos 5:12  Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.

    3- Deus ama todas as pessoas inclusive os homossexuais, transgeneros, travestis,etc.

    JO 3:16  Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

    ABAIXO tem citações de pesquisas que mostram que uma pessoa pode sim deixar tanto o comportamento homossexual como mudar orientação sexual:
    http://averacidadedafecrista.blogspot.com.br/2017/02/e-possivel-mudar-orientacao-sexual-ou.html

    conclusão:

    A teologia gay não tem base bíblica e  o cristianismo abomina a homofobia.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário