Pesquisar e

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Sexo anal gera câncer e endocardite bacteriana?

Os 8 Erros do vídeo sobre sexo anal sob o ponto de vista científico:





1-Sexo anal causa  hemorróida

Resposta:
Não. O sexo anal é contra indicado em casos de inflamação das hemorróidas.
Alguns especialistas dizem que melhora.  Veja:

"A prática do sexo anal causa hemorroida?
Nem poderia, como explica o especialista. "É o oposto", ele diz. "Inclusive, a dilatação desse tecido elástico do canal anal é terapêutica. Com a devida prescrição, um método de introdução funciona como tratamento contra a hemorroida", explica o Dr. Afonso. "O importante para corrigir a hemorroida é recolocar as veias no interior do canal anal e o movimento de introdução do pênis pode ajudar", esclarece o especialista. Lembrando que o tratamento precisa de acompanhamento médico e de que nada deve ser feito à revelia do paciente.  
http://gnt.globo.com/bem-estar/materias/sexo-anal-confira-o-que-e-mito-e-o-que-e-verdade-sobre-essa-pratica.htm  acesso em 29/06/2016
2- sexo anal causa endocardite
Resposta:
  • Não existe relação causal comprovada. Veja o que diz este médico:
"Sexo anal é fator de risco para endocardite?
Não, sexo anal não provoca endocardite. Isso é apenas um dos muitos mitos espalhados pela Internet. Não há nenhum estudo científico que tenha comprovado qualquer relação direta entre qualquer tipo de sexo e a endocardite."  http://www.mdsaude.com/2009/08/endocardite.html

3- Sexo anal causa câncer
Resposta:
Não.  Mas pode ser um meio de se adquirir o HPV que causa cancer, assim como o sexo oral e vaginal
  • Mesmo que se estabelecesse relação causal  entre CANCER E SEXO ANAL esta se daria em pacientes aidéticos e não em pacientes saudáveis, pois o vídeo relata apenas pacientes homossexuais aidéticos. Veja esta pesquisa SOBRE O VIRUS HPV em pacientes aidéticos:
"O principal fator de desenvolvimento do carcinoma espinocelular (CEC) anal invasivo em doentes com HIV parece ser o tempo de infecção por esse vírus. Como há aumento do tempo de vida secundário à terapia ARV, induz-se que esse tumor se tornará mais freqüente .4,11 Outros fatores, como o tabagismo, o sexo anal receptivo, infecção pelo HPV e o número de parceiros sexuais durante a vida, podem propiciar a incidência aumentada de câncer anal em homens e mulheres.12 Acreditamos que a gênese tumoral esteja no tripé formado pelo fator viral e pelas imunidades local e sistêmica, uma vez que o tipo viral parece ser importante e a imunodepressão prolongada está associada à freqüência aumentada de tumores cervicais e anais. http://www.scielo.br/pdf/rbc/v26n2/v26n2a13.pdf
  • A ciência registrou a relação entre displasia e o vírus HIV, bem  como do HPV que causa cancer:
"A infecção pelo papiloma vírus humano (HPV) e vírus da imunodeficiência humano (HIV) pode resultar em displasia anal. Estudos sobre esses vírus e suas relações à displasia consistem de fazer biópsias e anoscopias de homens que contraíram algum ou ambos vírus. A contagem de células do sangue e do tecido anal mostrou uma conexão entre a aquisição do HIV ou HPV e a displasia anal." http://www.ehow.com.br/homens-ficam-displasia-sobre_84115/

4-Incidência de câncer retal é maior na população homossexual por causa do sexo anal 
Resposta:
Os homossexuais são mais propensos a diversos tipos de cancer, não só ao de reto.
  • Isso decorre por causa de diversos fatores, e alguns deles não são diretamente ligados ao sexo anal dentre eles a  infecção por HPV. O HPV pode provocar cancer de reto em pessoas contaminadas, como já foi descrito acima!! 
"Quem pratica sexo anal tem mais risco de desenvolver câncer no reto?
Não. Isso é mito, não existe qualquer associação entre sexo anal e câncer de reto. O sexo anal pode predispor ao câncer de canal anal (não de reto) apenas através da transmissão do HPV."  http://temqueserincrivel.ig.com.br/sexo-anal-especialistas-esclarecem-as-principais-duvidas/
"Embora o estudo não tenha analisado as causas para estes resultados, há uma série de explicações possíveis, de acordo com Boehmer.
Os homens homossexuais, por exemplo, são mais propensos a serem HIV positivo. E quem é portador do vírus da Aids, possui um risco mais elevado para câncer anal, de pulmão, de testículo e linfoma de Hodgkin.
Outra possível razão é que a porcentagem de fumantes, significativamente mais elevada entre os homossexuais, ressalta Ronit Elk, Diretor de Controle e Prevenção do Câncer da Sociedade Americana de Câncer, que não esteve envolvido no estudo.
“Há toda uma série de variáveis​​, mas sabemos que a taxa de tabagismo é enorme”, assegura. Fumar aumenta o risco de uma série de cânceres, incluindo o de pulmão e de garganta.
De fato, um estudo publicado em 2009 na revista especializada Controle do Tabaco mostrou que 37% das mulheres homossexuais e 33% dos homens homossexuais são fumantes, comparados com 18% das mulheres héteros e 24% dos homens.
 http://hypescience.com/pesquisadores-encontram-ligacao-entre-opcao-sexual-e-cancer/

5- Sexo anal é a unica forma de relação entre homossexuais.
Resposta:
O sexo oral é a modalidade mais praticada, segundo alguns autores, tanto pelos homossexuais masculinos como femininos! E ainda que não fosse, não é a única!
Veja a opinião de Freud:
'O papel sexual da mucosa do ânus de modo algum se restringe à relação sexual entre homens, nem tampouco a predileção por ela é característica da sensibilidade dos invertidos. Parece, ao contrário, que o paedicatio do homem deve seu papel à analogia com o ato praticado com a mulher, ao passo que a masturbação recíproca é o alvo sexual mais facilmente encontrado na relação sexual dos invertidos." (Obras Completas)


6- O sexo anal é uma prática dolorosa ,humilhante, violadora se feita sem anéstesico. Mulher não sente prazer anal, somente dor.
Resposta:
Errado.
  • A dor só acontece em casos de falta de relaxamento, lubrificação, agressividade e hemorroidas inflamadas. Dor no sexo anal é sintoma de algum problema. (O prazer secreto, 8ª edição p.3, 6,15, 43,112)
  • Pode envolver prazer e orgasmo (Idem, p. 10,16,17,44).

  • Pesquisas científicas baseadas em experimentação e não em relatos, confirmam o prazer anal feminino:
"As mulheres atingiram níveis orgásmicos de excitação sexual  em 11 das 14 oportunidades de coito retal. já os homens pacientes da penetração não reagiram da mesma forma. Houve, no caso deles, apenas 2 experiências de orgasmo em um total de 10 oportunidades, e em ambos os casos, os homens se masturbaram enquanto eram penetrados"  (Homossexualidade em perspectiva.Masters e Jhonson , Artes Médicas, 1972, p. 72)
 HOMOSSEXUALIDADE EM PERSPECTIVA


7- O sexo anal é uma ato de Sadismo
Resposta:

  • Não existem pesquisas que provem que todo ato anal é sádico! O DSM (manual de psiquiatria) chama esta prática de parafilia (DSM IV) ou  transtorno parafílico (DSM V) podem praticá-lo.
  • Dizer que o sexo anal é um ato sádico seria o mesmo que dizer todo o que o pratica tem um Transtorno Mental, o que é um engano!

http://www.apm.org.br/imagens/Pdfs/revista-120.pdf#page=42

 8- A próstata gera orgasmo.
A próstata é o ponto “G” do homem?
Não! A próstata é uma glândula responsável por secretar parte do líquido seminal que constitui o sêmen. Não há contato direto da próstata com o coito anal, o contato se faz através da mucosa anal que não possui nenhuma sensibilidade de tato. A confusão se faz por uma manobra denominada massagem prostática em que o médico ao realizar esse exame faz com que por reflexo (assim como bater em seu joelho e você mover a perna) o líquido seminal seja eliminado como ocorre em uma ejaculação. Mas não há prazer no exame e nem o paciente fica excitado. Mulheres não possuem próstata e muitas acham prazeroso o coito anal, o centro do orgasmo está localizado em uma região do cérebro e não na próstata.

O ponto G do homem é a GLANDE do Pênis.
http://drpauloamaral.no.comunidades.net/verdades-e-mitos-em-urologia

Observações:
Os especialistas recomendam para quem pratica tal modalidade:
1- Uso de preservativos, para evitar problemas de uretrite no homem
2-Uso de lubrificante (diminuir o atrito)
3- Não uso de anestésico
4- Não uso de duchas frequentes para não desequilibrar a flora.
5- Não introdução de objetos no anus de calibre anormal para evitar INCONTINÊNCIA FECAL.




Apêndice:
Sexo anal causa incontinência fecal?
veja a resposta de um proctologista:
"...uma perda no controle dos esfíncteres ou mesmo a incapacidade em segurar a vontade de evacuar a tempo e lugar apropriado, resultando na perda involuntária de gases e fezes, Comprometendo a qualidade de vida, principalmente quando se consideram as conseqüências físicas, psicológicas e as limitações sociais. 
Causas: Todas as condições que afetam os mecanismos que garantem a continência anal, acima citados, poderão determinar a incontinência anal, são eles:

1 - Pseudo-incontinência:Prolapso ou saída de hemorróidaEscape fecalFistula analHigiene inadequadaEvacuação incompletaTumores- Prolapso retal

2- Por transbordamento pela abertura anal:TumoresFezes endurecidas

3- Lesões dos esfíncteres:Obstétrica: Episiotomia, desproporção cefalo-pelvicaTraumaTumoresProlapso retal: Saída do retoCirurgias Proctologicas: Hemorróida, fissura, fistula e condiloma acuminadoSexual: Praticas sexuais como a introdução de grandes objetos no ânus com fim erótico e nos praticantes do fist [introdução do punho no anusa incontinência poderá acontecer.


Comentário: Praticas sexuaisSemanalmente eu tenho pacientes que se consultam na minha clinica referindo incontinência ou com corpo estranho que ficou aprisionado dentro do reto. A incontinência não foi frequente nos meus pacientes que usam brinquedos apropriados e que seguem as regras de uma relação passiva saudável. A orientação é de fazer exames que mostrem a integridade e a função dos músculos formadores do esfíncter anal responsáveis pela continência. Esses pacientes são orientados a fazer periodicamente esses exames.

4- Doenças:DiabetesEsclerose múltiplaEsclerodermiaAcidente Vascular Cerebral

5- Envelhecimento

6- Diminuição Hormonal na mulher:Estrógeno
7- Síndrome do Intestino Irritável: Colite
8- Pos retirada da vesícula biliar
9- Uso abusivo de laxantes
10- Anismo ou contratura paradoxal do reto:Esta síndrome esta presente em duas afecções que com o tempo poderá levar a incontinência anal, leia abaixo:

Afecções:- Obstipados Crônicos de causa desconhecida.- Síndrome dos Intestinos Irritável.A parada de fezes no reto deve ser evitada, porque facilita o escape pela abertura anal. O esforço para evacuar de forma crônica determinara com o tempo uma descida ou prolapso do períneo e flacidez dos músculos. Os pacientes diagnosticados como constipados crônicos idiopática ou de causa desconhecida e com a Síndrome dos Intestinos Irritável em cerca de 33% dos casos têm anismo ou contratura paradoxal do músculo puborretal, isto e, este músculo durante a evacuação quando deveria esta relaxado para as fezes passarem, esta contraído fazendo com que estes pacientes façam um esforço o que determinara de inicio uma dilatação retal e posteriormente uma incontinência anal por escape. Com freqüência, durante o exame físico observa-se contração em vez de relaxamento do esfíncter anal. Uma investigação funcional anorretal através de exames que determinam o aumento da pressão muscular, inervação anorretal e a dinâmica do esvaziamento retal deveram confirmar o diagnostico. Você poderá usar supositórios ou enemas para manter o reto sempre vazio. Uma dieta com fibras (30gr) também e de grande valia para o esvaziamento retal, lembrando que a ingestão de fibras devera ser sempre acompanhada da ingestão de líquidos (1,5 a 2i/dia) para que as fezes tenham uma consistência amolecida evitando o traumatismo anorretal.

Entenda a explicação das causas de incontinência acima citadas:1 – Do traumatismo obstétrico:E a principal causa de incontinência nas mulheres, com a ruptura do períneo ocorrendo em ate 24% dos partos vaginais.

Mecanismos da lesão obstétrica:
1-Episiotomia: Consta da secção ou corte no períneo Geralmente para facilitar a passagem do bebe pela abertura vaginal e poderá lesar os esfíncteres e determinar a incontinência anal.
2- Das cirurgias anorretais que tem risco de incontinência:
1- Fissura anal:
A secção cirúrgica do músculo esfíncter anal, conhecida como esfincterotomia interna, se faz necessária para a cicatrização da fissura, porem a complicação mais temida por médicos e pacientes e a incontinência anal.
Comentário: Dr. Paulo Branco.
E importante que o medico tenha certeza que o músculo esteja hipertônico o que poderá ser determinado ate pelo toque por um medico experiente. O músculo devera ser identificado com clareza em toda a sua circunferência para posteriormente baixar a pressão o que eu faço com o laser. Nos pacientes idosos e com qualquer forma de prolapso a esfincterotomia deverá ser evitada.


2- Fistula anal:
Existem fistulas que passam através do músculo, conhecidas como transesfincteriana, e o cirurgião menos avisado corre o risco de ao retirar a fistula seccionar o músculo.

Comentário: Dr. Paulo Branco.
Há alguns anos realizo esta cirurgia com o laser e não tive nenhum caso de incontinência nas fistulas. A idealização por mim de um guia metálico que identifica o trajeto completo da fistula e determina a relação do trajeto da fistula com o esfíncter tornou praticamente nula esta possibilidade.

3- Hemorroida de quarto grau:
Essas hemorróidas são grandes, estão prolapsadas (fora do reto) e poderão distorcer a anatomia local o que poderá facilitar a lesão dos esfíncteres, fator determinante para a incontinência.
Comentário: Dr. Paulo Branco
O cirurgião devera ter o conhecimento exato da anatomia dos músculos esfincterianos e dissecá-los com extrema delicadeza o que evitara a lesão. Em muitos casos existe uma inflamação local que por alterar a anatomia local torna o cirurgião mais cauteloso no sentido de adiar a cirurgia após um tratamento clinico adequado.



4- Condiloma acuminado:
Muitos casos de condiloma apresentam um grande numero de verrugas dentro do reto que poderá tornar difícil a sua retirada com risco de incontinência.

3- Tumores:
Muitos tumores comprometem os esfíncteres anais e por princípios oncologicos muitas vezes precisam ser retirados junto com o músculo esfincteriano.

4- Da deficiência Hormonal em mulheres:
Existem receptores de estrógeno nos músculos anais, responsáveis pela contração dos músculos esfincterianos. A deficiência deste hormônio na menopausa determinara a hipotonia do músculo e instalação da incontinência. Muitas pacientes referem melhora com a reposição hormonal, porem exames especializados deveram comprovar a pressão diminuída no esfíncter anal e a diminuição da sensibilidade da mucosa retal, muito freqüente nas mulheres com deficiência deste hormônio."  http://blogdasaudedastravestis.blogspot.com.br/2012/12/proctologia-incontinencia-anal-causa.html


PARA SABER MAIS:

 http://igrejaadventistanamiradaverdade.blogspot.com.br/2016/07/pastor-diz-que-sexo-oral-da-cancer-e.html


PARA UMA ABORDAGEM TEOLÓGICA:

http://testemunhasdejeovarefutadas.blogspot.com.br/2015/06/regulamentos-sobre-sexo-anal-e-oral.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário