Pesquisar e

terça-feira, 23 de junho de 2015

Divórcio em caso de adultério ou inifdelidade- Pornéia


Jeremias 3:8  Quando, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério, eu despedi a pérfida Israel e lhe dei carta de divórcio, vi que a falsa Judá, sua irmã, não temeu; mas ela mesma se foi e se deu à prostituição

São 3 argumentos a favor do divorcio por infidelidade:

Resumo:
1- O termo pornéia inclui toda forma de infidelidade (hetero, homo ou animal), bem como sexo antes do contrato de casamento. Dicionários, a literatura grega e a própria ocorrencia do termo prova isso.

2- A bíblia mostra que o casamento pode ser rompido com a infidelidade, tanto que se faz figura deste fato pra mostrar a quebra da aliança de Israel com Deus, se faz uso desta analogia. Deus deu carta de divórcio a Israel por causa da prostituição em adulterio

3- O contexto histórico gramatical determina que interpretemos o termo pornéia como infidelidade.

Apêndice:

  • a questão do abandono do lar!
  • fornicação=prostituição = toda sorte de relação sexual ilícita




Uma resposta às idéias defendidas pelo Pastor Paulo Jr. (vídeo abaixo) e outros:


ver 39:07 - 1:08:26

Alguns ensinam que a Bíblia não tem nenhuma exceção para o divórcio. e seus argumentos são:

1- O termo pornéia de Mt 19 não inclui o adultério (moichao), pois o termo se refere a pessoas solteiras. Se refere no texto em questão a uma mulher desposada como José e Maria, mas que no dia da noite de núpcias o marido descobre que a mulher o traiu, então era dada carta de divórcio

Mt 19:9  Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas (porneia) , e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério (moichao).

2- Jesus disse que a carta de divórcio foi dada a Moisés, mas como  a lei foi abolida, não devemos mais seguir esta lei, pois Jesus disse "eu porém vos digo"

3- Jesus disse que na criação não existia exceção para o divórcio, e Jesus veio restabelecer este padrão.

 Resposta:

1- O termo PORNEIA e seus derivados se referem a várias práticas sexuais, inclusive o adultério:

1.1 Dicionários
Léxico de Strong: porneia:
    4202 porneia  de 4203; 
    1) relação sexual ilícita 1a) adultério, fornicação, homossexualidade, lesbianismo, relação sexual com animais etc. 1b) relação sexual com parentes próximos; Lv 18 1c) relação sexual com um homem ou mulher divorciada; #Mc 10.11,122) metáfora: adoração de ídolos2a) da impureza que se origina na idolatria, na qual se incorria ao comer sacrifícios oferecidos aos ídolos
     Léxico Grego do Novo Testamento
    Léxico Grego do Novo Testamento, p. 765, CPAD. Eward Robinson
    Veja o termo ADULTÉRIO 
     Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento
    "Muitas identificações têm sido propostas para a porneia (alistadas aqui na ordem inversa da probabilidade): (i) adultério (cf. Sir. 23:23); (ii) o casamento (celebrado em boa fé) dentro dos graus proibidos de consangüinidade (Lv 18:6-18; cf. At 15:20,29; 1 Co 5:1 onde o incesto - pomeia), onde porneia = Heb, zenut (iii) incastidade pré-nupcial descoberta após o casamento (cf. Dt 22:13-21);..."( Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento, Editora Vida Nova, vol. 2, p. 1772)
     Dicionário Vine
    1. pomeia , “fornicação, prostituição”, é usado acerca dc: (a) o “intercurso sexual ilícito”
    (Jo 8.41: At 15.20.29; 2 1.25; 1 Co 5.1:6.13,18; 7.3; 2 Co 12.21; Gl 5.19; Ef 5.3: Cl 3.5; I Ts 4.3: Ap 2.21; 9.21); em Mt 5.32 e 19.9, representa ou inclui o adultério; é diferenciado do adultério em Mt 15.19 e Mc 7.21: (b) metaforicamente, fala da “associação da idolatria pagã com as doutrinas da fé cristã e professadas por seus adeptos” ( Ap 14.8; 17.2.4: 18.3; 19.2); alguns sugerem que este é o sentido em Ap 2.21.!" 
    (Dicionário Vine, p. 665, CPAD)
    1.2 Literatura Grega sobre o assunto, onde as duas palavras ocorrem juntas
     Eclesiático 23:23 ou 33 (em algumas bíblias)  prwton men gar en nomw uqistou hpeiyhsen kai deuteron eiv andra authv eplhmmelhsen kai to triton en porneia emoiceuyh* kai ex allotriou androv tekna paresthsen http://www.bibliacatolica.com.br/septuaginta-transliterada/eclesiastico/23/#.VYcIzvlViko
    *palavra derivada de moichao

    Eclesiástico 23:33 Primeiro, ela foi infiel à lei do Altíssimo; segundo, pecou contra seu marido; terceiro, prostituiu-se no adultério e teve filhos de outro marido.
    1.3-  Ocorrências Bíblicas do termo porneia e seus derivados
    a- homossexualidade (sexo entre pessoas do mesmo gênero)
    Judas 1:7  como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição  (ekporneuo) como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição
    b- Incesto (sexo entre parentes próximos) (ver Levítico 18)
     Coríntios 5:1  Geralmente, se ouve que há entre vós imoralidade (porneia) e imoralidade tal, como nem mesmo entre os gentios, isto é, haver quem se atreva a possuir a mulher de seu próprio pai.
     c,d- Sexo  entre pessoas de gênero diferente fora do casamento (antes ou depois [adultério)
     O texto de 1 Co 6:16 diz que quem tem relações com uma prostituta (porne), se prostitui (porneia) com ela.
    Logo um homem casado que tem relações com uma prostituta, traiu seu cônjuge, praticou (porneia), logo o cônjuge pode se separar e contrair novo matrimônio de acordo com o que disse Jesus  Mt 19:9  Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas (porneia) , e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério (moichao).
    1 Co 7:2  mas, por causa da impureza (porneia), cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido
    1 Co 6:16  Ou não sabeis que o homem que se une à prostituta (porne) forma um só corpo com ela? Porque, como se diz, serão os dois uma só carne.17  Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele.18  Fugi da impureza (porneia). Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade (porneuo) peca contra o próprio corpo.
     1 Co 10:8  E não pratiquemos imoralidade (porneuo), como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.
    Dt 22:13 ¶ Se um homem casar com uma mulher, e, depois de coabitar com ela, a aborrecer,14  e lhe atribuir atos vergonhosos, e contra ela divulgar má fama, dizendo: Casei com esta mulher e me cheguei a ela, porém não a achei virgem,15  então, o pai da moça e sua mãe tomarão as provas da virgindade da moça e as levarão aos anciãos da cidade, à porta.16  O pai da moça dirá aos anciãos: Dei minha filha por mulher a este homem; porém ele a aborreceu;17  e eis que lhe atribuiu atos vergonhosos, dizendo: Não achei virgem a tua filha; todavia, eis aqui as provas da virgindade de minha filha. E estenderão a roupa dela diante dos anciãos da cidade,18  os quais tomarão o homem, e o açoitarão,19  e o condenarão a cem siclos de prata, e o darão ao pai da moça, porquanto divulgou má fama sobre uma virgem de Israel. Ela ficará sendo sua mulher, e ele não poderá mandá-la embora durante a sua vida.20  Porém, se isto for verdade, que se não achou na moça a virgindade,21  então, a levarão à porta da casa de seu pai, e os homens de sua cidade a apedrejarão até que morra, pois fez loucura em Israel, prostituindo-se  (ekporneuo)** na casa de seu pai; assim, eliminarás o mal do meio de ti.¨¨ **LXX (tradução grega  do Antigo Testamento feita pelos Judeus
    Jr 3:6 ¶ Disse mais o SENHOR nos dias do rei Josias: Viste o que fez a pérfida Israel? Foi a todo monte alto e debaixo de toda árvore frondosa e se deu ali a toda prostituição.
    7  E, depois de ela ter feito tudo isso, eu pensei que ela voltaria para mim, mas não voltou. A sua pérfida irmã Judá viu isto.
    8  Quando, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério, eu despedi a pérfida Israel e lhe dei carta de divórcio, vi que a falsa Judá, sua irmã, não temeu; mas ela mesma se foi e se deu à prostituição.
    12 ¶ Vai, pois, e apregoa estas palavras para o lado do Norte e dize: Volta, ó pérfida Israel, diz o SENHOR, e não farei cair a minha ira sobre ti, porque eu sou compassivo, diz o SENHOR, e não manterei para sempre a minha ira.
    13  Tão-somente reconhece a tua iniqüidade, reconhece que transgrediste contra o SENHOR, teu Deus, e te prostituíste com os estranhos debaixo de toda árvore frondosa e não deste ouvidos à minha voz, diz o SENHOR.
    14  Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o SENHOR; porque eu sou o vosso esposo e vos tomarei, um de cada cidade e dois de cada família, e vos levarei a Sião.

    A lei também exigia a virgindade do homem, pois ao ter relação com a mulher deveria se casar e não se divorciar:
    Dt 22:28  Se um homem achar moça virgem, que não está desposada, e a pegar, e se deitar com ela, e forem apanhados,29  então, o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinqüenta siclos de prata; e, uma vez que a humilhou, lhe será por mulher; não poderá mandá-la embora durante a sua vida.

    Ex 22:16 ¶ Se alguém seduzir qualquer virgem que não estava desposada e se deitar com ela, pagará seu dote e a tomará por mulher.17  Se o pai dela definitivamente recusar dar-lha, pagará ele em dinheiro conforme o dote das virgens.
    e- Relação sexual com animais (bestialismo, zoolfilia)
     Levítico 18:23  Nem te deitarás com animal, para te contaminares com ele, nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão.

    1.4-  O contexto de outra passagem sobre divórcio ,também, determina que interpretemos ,  o termo porneia como adultério:
    Mt 5:27 ¶ Ouvistes que foi dito: Não adulterarás.
    28  Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.
    29  Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno.
    30  E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não vá todo o teu corpo para o inferno.
    31  Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio.
    32  Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério.


    2- O contexto (histórico-gramatical) determina a interpretação

    2.1- O compromisso de casamento judaico já era considerado um casamento, e assim um traição pré-nupcial já era um adultério
    O compromisso de casamento era uma ligação legal. Apenas o divórcio em Juízo poderia desfazê-lo, e a infidelidade nesse estágio do compromisso era considerada adultério (cf. Dt 22.23,24; Moore, Judaism [Judaísmo], 2:121-22). (Comentário de Mateus. D.A Carson. São Paulo: Shedd,p. 99)

    2.2-O texto em questão gira em torno da interpretação de Dt 24:1. Os judeus da escola de Hillel defendiam que o homem podia repudiar sua mulher por qualquer motivo, já os de Shammai só em caso de adultério:
    Dt 24:1 Se um homem tomar uma mulher e se casar com ela, e se ela não for agradável aos seus olhos, por ter ele achado coisa indecente nela, e se ele lhe lavrar um termo de divórcio, e lho der na mão, e a despedir de casa;
    Mt 19:3 ¶ Vieram a ele alguns fariseus e o experimentavam, perguntando: É lícito ao marido repudiar a sua mulher por qualquer motivo?
    Esta cláusula é uma alusão à disputa entre as duas escolas teológicas sobre o significado de # De 24:1. A escola de Shammai considerou a visão rigorosa e impopular, do divórcio para a falta de castidade, enquanto a escola de Hillel manteve a visão liberal e popular do divórcio fácil para qualquer capricho de passagem, se o marido viu uma mulher mais bonita (moderno o suficiente certamente) ou queimou seus biscoitos para café da manhã. Era um dilema muito e queria fazer mal a Jesus com as pessoas. (Comentário de A.T.Robertson)
    “Uma escola mais liberal considerava que apenas a infidelidade se achava envolvida; mas outra escola dizia que se um a esposa estragasse regularmente o alimento que cozinhava, isso bastava para estabelecer o fato que era desagradável ou repugnanteO rabino Ákkiba julgava até mesmo a idéia de procurar uma mulher de melhor aparência como razão suficiente para o repúdio da esposa.. O marido obrigava-se a pagar uma espécie de indenização, a kethubah , e isto estava ligado ao dote recebido pela esposa e à posição da família. ... .(A vida diária nos tempos de Jesus, Ed. Vida Nova, p.154-156)
    “Nos dias de Cristo, havia duas teses que eram largamente aceitas. A escola do rabi Shammai interpretava esse texto de Deuteronômio ensinando que o divórcio só era permitido em caso de adultério. Os seguidores do rabi Hillel acreditava que a mesma passagem permitia que o marido se divorciasse da mulher por qualquer motivo” (Manual do Tempos e Costumes Bíblicos do N.T, p.109-110)

    “Na época de Jesus, quando um casal se divorciava o marido tinha que dar à mulher uma carta de divórcio. Isso dava a ela o direito de se casar de novo. E quando se separavam, o marido tinha de devolver parte do dote, conforme fora estabelecido por ocasião do casamento” (Idem, p. 110)
     Apenas o divórcio em Juízo poderia desfazê-lo, e a infidelidade nesse estágio do compromisso era considerada adultério (cf. Dt 22.23,24; Moore, Judaism [Judaísmo], 2:121-22). (Comentário de Mateus. D.A Carson. São Paulo: Shedd,p. 99)



    2.3- Jesus respondeu que Deus não planejou o divórcio, mas a carta de divórcio veio por causa do pecado ("dureza do coração" se refere ao pecado)
    Zacarias 7:12  Sim, fizeram o seu coração duro como diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o SENHOR dos Exércitos enviara pelo seu Espírito, mediante os profetas que nos precederam; daí veio a grande ira do SENHOR dos Exércitos.
    Salmos 95:8  não endureçais o coração, como em Meribá, como no dia de Massá, no deserto,
    Jeremias 3:17  Naquele tempo, chamarão a Jerusalém de Trono do SENHOR; nela se reunirão todas as nações em nome do SENHOR e já não andarão segundo a dureza do seu coração maligno.
    Jeremias 7:24  Mas não deram ouvidos, nem atenderam, porém andaram nos seus próprios conselhos e na dureza do seu coração maligno; andaram para trás e não para diante.
    Jeremias 11:8  Mas não atenderam, nem inclinaram o seu ouvido; antes, andaram, cada um, segundo a dureza do seu coração maligno; pelo que fiz cair sobre eles todas as ameaças desta aliança, a qual lhes ordenei que cumprissem, mas não cumpriram.
    Jeremias 13:10  Este povo maligno, que se recusa a ouvir as minhas palavras, que caminha segundo a dureza do seu coração e anda após outros deuses para os servir e adorar, será tal como este cinto, que para nada presta.
    Jeremias 16:12  Vós fizestes pior do que vossos pais; pois eis que cada um de vós anda segundo a dureza do seu coração maligno, para não me dar ouvidos a mim.
    Jeremias 18:12  Mas eles dizem: Não há esperança, porque andaremos consoante os nossos projetos, e cada um fará segundo a dureza do seu coração maligno.
    Jeremias 23:17  Dizem continuamente aos que me desprezam: O SENHOR disse: Paz tereis; e a qualquer que anda segundo a dureza do seu coração dizem: Não virá mal sobre vós.
    Ezequiel 3:7  Mas a casa de Israel não te dará ouvidos, porque não me quer dar ouvidos a mim; pois toda a casa de Israel é de fronte obstinada e dura de coração.
    Mateus 13:15  Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os ouvidos e fecharam os olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados.
    Marcos 6:52  porque não haviam compreendido o milagre dos pães; antes, o seu coração estava endurecido.
    Marcos 16:14  Finalmente, apareceu Jesus aos onze, quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, porque não deram crédito aos que o tinham visto já ressuscitado
    Romanos 2:5  Mas, segundo a tua dureza e coração impenitente, acumulas contra ti mesmo ira para o dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus,
    Efésios 4:18  obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração,
    Hebreus 3:15  Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.


    2.4- Jesus disse que a carta de divórcio dada por Moisés só tinha validade se fosse por infidelidade (pornéia), defendendo a posição da Escola Shammai
    3 ¶ Vieram a ele alguns fariseus e o experimentavam, perguntando: É lícito ao marido repudiar a sua mulher por qualquer motivo?
    4  Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher
    5  e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne?
    6  De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
    7  Replicaram-lhe: Por que mandou, então, Moisés dar carta de divórcio e repudiar?
    8  Respondeu-lhes Jesus: Por causa da dureza do vosso coração é que Moisés vos permitiu repudiar vossa mulher; entretanto, não foi assim desde o princípio.
     9  Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério.
    A expressão "eu porém vos digo"  se opõe a posição defendida pelos adeptos da escola de Hillel, de que a pessoa podia se divorciar por qualquer motivo.

    3- Na analogia sobre quebra de aliança Deus faz uso do adultério sexual para representar a quebra da aliança espiritual. 

    Isaías 50:1  Assim diz o SENHOR: Onde está a carta de divórcio de vossa mãe, pela qual eu a repudiei? Ou quem é o meu credor, a quem eu vos tenha vendido? Eis que por causa das vossas iniqüidades é que fostes vendidos, e por causa das vossas transgressões vossa mãe foi repudiada.


    Jeremias 3:6 ¶ Disse mais o SENHOR nos dias do rei Josias: Viste o que fez a pérfida Israel? Foi a todo monte alto e debaixo de toda árvore frondosa e se deu ali a toda prostituição.
    7  E, depois de ela ter feito tudo isso, eu pensei que ela voltaria para mim, mas não voltou. A sua pérfida irmã Judá viu isto.

    8  Quando, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério, eu despedi a pérfida Israel e lhe dei carta de divórcio, vi que a falsa Judá, sua irmã, não temeu; mas ela mesma se foi e se deu à prostituição.


    Jeremias 31:32  Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porquanto eles anularam* a minha aliança, não obstante eu os haver desposado, diz o SENHOR.
    * rrp parar

    uma raiz primitiva; DITAT-1829,1830,1831; v.

    1) quebrar, frustrar
    1a) (Hifil)
    1a1) quebrar, violar
    1a2) frustrar, tornar sem efeito
    1b) (Hofal)
    1b1) ser frustrado
    1b2) estar quebrado
    1b3) quebrar
    1c) (Pilpel) quebrar em pedaços, estraçalhar
    2) rachar, dividir
    2a) (Qal) rachar, dividir ao meio
    2b) (Poel) separar
    2c) (Hitpoel) ser rachado, ser dividido ao meio (léxico de Strong)

    Conclusão:
    A base para o divórcio  e novo casamento é a infidelidade. Cabe ao conjuge decidir manter ou não o casamento, pesando as circunstâncias.


    Apêndice:

    1-Abandono do lar, por parte de um incrédulo:

    Quanto à 1 Co 7:12-16 que trata de abandono de lar por um dos cônjuges: 
    “Acontecerá normalmente que, quando ocorrer tal separação, e a situação prosseguir durante longo tempo, o cônjuge incrédulo conseguirá o divórcio pelas leis civis e casar-se-á com outra pessoa. Essa atitude evidentemente constitui adultério, segundo Mt 5:32 e 19:9, sendo que a parte inocente estaria livre para casar-se de novo. No entanto, fora desse acontecimento, não se justifica um segundo casamento, pois violaria a autoridade de Cristo.” (Enciclopédia de Dificuldades Bíblicas, Gleason L. Archer,Ed. Vida, 1998, p. 428)   

    2-Fornicar - todo ato FORA do casamento


    Dicionario Houaiss- eletrônico:
    "ter relações sexuais pecaminosas, fora do casamento; cometer o pecado da carne"

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário