Pesquisar e

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

2 Pe 2:1 defende a expiação limitada?- resposta a Jhon Piper

É coerente dizer que o Deus de AMOR INFINITO pode ter amado só ALGUMAS PESSOAS?

2 Pedro 2:1 nega a Expiação Eficaz? 
John Piper
Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto1

“Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição” (2 Pedro 2:1, ARA). 
Embora esse seja um texto difícil, ele é na verdade muito ambíguo. O caso contra a expiação limitada a partir desse versículo não é tão grande quanto parece.

Primeiro, não é claro o que Pedro quer dizer exatamente quando escreve que os falsos mestres foram “resgatados”. É verdade que 1 Coríntios 6:20 e outros versículos usam “resgatou” como uma referência ao que Cristo fez em Sua morte. Mas isso não significa que a palavra seja usada dessa forma sempre que aparece na Escritura.

Como John Owen apontou em The Death of Death in the Death of Christ [A Morte da Morte na Morte de Cristo], a palavra usada para dizer que os falsos mestres foram “resgatados” pode ser usada para denotar qualquer tipo de libertação, e não indica necessariamente que eles foram comprados pelo sangue de Cristo. Baseado no contexto, pode ser melhor entender a declaração que os falsos mestres foram “resgatados”, não como uma referência à morte de Cristo, mas uma referência a algum outro ato de libertação – tal como a libertação, pela bondade de Deus, da idolatria do mundo. 
Observe como mais tarde Pedro refere-se aos falsos mestres como tendo experimentado uma forma de “libertação” no fato de “terem escapado das contaminações do mundo” mediante o conhecimento do evangelho (v. 20).
Esse versículo não está se referindo à salvação, mas à reforma exterior sem nenhuma realidade interior final. Essas pessoas não tiveram suas naturezas transformadas, de forma que retornaram ao lamaçal como um porco. Todos nós conhecemos muitos não-salvos que por um tempo reformaram suas vidas, mas logo voltaram ao seu velho caminho. Em 2:20 Pedro está dizendo que os falsos mestres são assim; e dessa forma, em 2:1 é possível que a “libertação” ou “resgate” desses falsos mestres refira-se ao fato deles terem escapado da poluição do mundo e assim, não tem nenhuma referência quanto a Cristo ter comprado-os com Seu sangue ou não.
Resposta:
1- TODAS as vezes que esta palavra aparece no Novo Testamento, TODAS AS VEZES tem o significado de PREÇO PAGO, COMPRA. Está muito claro que se refere a um preço pago por Cristo, por seu
Vide:
em verde objetos
em laranja pessoas
Mateus 13:44  O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra <59> aquele campo.
Mateus 13:46  e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra <59>.
Mateus 14:15  Ao cair da tarde, vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: O lugar é deserto, e vai adiantada a hora; despede, pois, as multidões para que, indo pelas aldeias, comprem <59> para si o que comer.
Mateus 21:12  Tendo Jesus entrado no templo, expulsou todos os que ali vendiam e compravam <59>; também derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
Mateus 25:9  Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o <59>.
Mateus 25:10  E, saindo elas para comprar <59>, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta.
Mateus 27:7  E, tendo deliberado, compraram <59> com elas o campo do oleiro, para cemitério de forasteiros.
Marcos 6:36  despede-os para que, passando pelos campos ao redor e pelas aldeias, comprem <59> para si o que comer.
Marcos 6:37  Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Disseram-lhe: Iremos comprar <59> duzentos denários de pão para lhes dar de comer?
Marcos 11:15  E foram para Jerusalém. Entrando ele no templo, passou a expulsar os que ali vendiam e compravam <59>; derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
Marcos 15:46  Este, baixando o corpo da cruz, envolveu-o em um lençol que comprara <59> e o depositou em um túmulo que tinha sido aberto numa rocha; e rolou uma pedra para a entrada do túmulo.
Marcos 16:1  Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram <59> aromas para irem embalsamá-lo.
Lucas 9:13  Ele, porém, lhes disse: Dai-lhes vós mesmos de comer. Responderam eles: Não temos mais que cinco pães e dois peixes, salvo se nós mesmos formos comprar <59> comida para todo este povo.
Lucas 14:18  Não obstante, todos, à uma, começaram a escusar-se. Disse o primeiro: Comprei <59> um campo e preciso ir vê-lo; rogo-te que me tenhas por escusado.
Lucas 14:19  Outro disse: Comprei <59> cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te que me tenhas por escusado.
Lucas 17:28  O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam <59>, vendiam, plantavam e edificavam;
Lucas 22:36  Então, lhes disse: Agora, porém, quem tem bolsa, tome-a, como também o alforje; e o que não tem espada, venda a sua capa e compre <59> uma.
João 4:8  Pois seus discípulos tinham ido à cidade para comprar <59> alimentos.
João 6:5  Então, Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos <59> pães para lhes dar a comer?
João 13:29  Pois, como Judas era quem trazia a bolsa, pensaram alguns que Jesus lhe dissera: Compra <59> o que precisamos para a festa ou lhe ordenara que desse alguma coisa aos pobres.
1 Coríntios 6:20  Porque fostes comprados <59> por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.
1 Coríntios 7:23  Por preço fostes comprados <59>; não vos torneis escravos de homens.
1 Coríntios 7:30  mas também os que choram, como se não chorassem; e os que se alegram, como se não se alegrassem; e os que compram <59>, como se nada possuíssem;
2 Pedro 2:1  Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou [comprou] <59>, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.
Apocalipse 3:18  Aconselho-te que de mim compres <59> ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas.
Apocalipse 5:9  e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste <59> para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação
Apocalipse 13:17  para que ninguém possa comprar <59> ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.
Apocalipse 14:3  Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados <59> da terra.
Apocalipse 14:4  São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos. São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos [comprados] <59> dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro;
Apocalipse 18:11  E, sobre ela, choram e pranteiam os mercadores da terra, porque já ninguém compra <59> a sua mercadoria,

2- Supor que a palavra usada se refira a uma "reforma exterior sem nenhuma realidade interior final" é ir contra TODAS as ocorrências do Novo Testamento.



Há outra possibilidade também. Wayne Grudem apresenta uma boa defesa argumentando que Pedro está se referindo ao Êxodo em 2Pe. 2:1. Pois Pedro compara os falsos profetas que se levantariam na igreja aos falsos profetas que se levantaram em Israel: “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres”.
No Antigo Testamento, toda a nação de Israel, e assim até mesmo os falsos mestre nela, era considerada como tendo sido “resgatada” por Deus das mãos do Egito no Êxodo. Por meio dessa libertação, Deus “resgatou” a nação de Israel, e assim Israel pertencia por direito a Deus como Seu povo peculiar.
Vemos isso em Deuteronômio 32:6, que é provavelmente a passagem a qual Pedro está aludindo: “É assim que recompensas ao SENHOR, povo louco e ignorante? Não é ele teu pai, que te adquiriu, te fez e te estabeleceu?”.
Deus “adquiriu”2 Israel não pela morte de Cristo, mas, como diz o texto, por formar a nação. Isso é evidente a partir de Êxodo 15:16 também, que fala do Êxodo como o ato de Deus pelo qual ele “adquiriu” Israel: “Sobre eles cai espanto e pavor; pela grandeza do teu braço, emudecem como pedra; até que passe o teu povo, ó SENHOR, até que passe o povo que adquiriste”.3
Assim, a nação de Israel era considerada “resgatada” por Deus, por causa do Êxodo. Visto que 2 Pedro 2:1 está comparando os falsos mestres que se levantaram na igreja com os falsos profetas que se levantaram em Israel, não poderia ser que Pedro está dizendo que esses profetas seriam da nação de Israel – isto é, aqueles que foram “resgatados” no Êxodo?
Resposta:
1- Deus adquiriu [comprou] não para formar a nação!  pois ela já existia, antes de Deus a resgatar do Egito.

Gênesis 46:3  Então, disse: Eu sou Deus, o Deus de teu pai; não temas descer para o Egito, porque eu farei de ti uma grande nação.
Deuteronômio 26:5  Então, testificarás perante o SENHOR, teu Deus, e dirás: Arameu prestes a perecer foi meu pai, e desceu para o Egito, e ali viveu como estrangeiro com pouca gente; e ali veio a ser nação grande, forte e numerosa.

2- Ex 15:16 e Dt 32: 6  se refere ao povo Judeu que ESTAVA NO EGITO, na escravidão do Egito,  se refere a libertação dos judeus que eram escravos.

  • A libertação [o resgate] do Egito não pode ser estendida a todos os judeus de todas as épocas! São restritas ao povo que foi escravo, e não ocorre em data posterior a Moisés!
  • Não faz sentido dizer que um descende de negro [como eu, que de fato sou] e que vive hoje foi liberto da escravidão pelos brancos!!

Levítico 26:13  Eu sou o SENHOR, vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para que não fôsseis seus escravos; quebrei os timões do vosso jugo e vos fiz andar eretos.
Êxodo 15:16  Sobre eles cai espanto e pavor; pela grandeza do teu braço, emudecem como pedra; até que passe o teu povo, ó SENHOR, até que passe o povo que adquiriste <07069>.
Deuteronômio 28:68  O SENHOR te fará voltar ao Egito em navios, pelo caminho de que te disse: Nunca jamais o verás; sereis ali oferecidos para venda como escravos e escravas aos vossos inimigos, mas não haverá quem vos compre <07069>.
Deuteronômio 32:6  É assim que recompensas ao SENHOR, povo louco e ignorante? Não é ele teu pai, que te adquiriu <07069>, te fez e te estabeleceu?

3- Ainda que os textos de Ex e Dt supra citados se refiram a judeus de todas as épocas não dá pra afirmar que eles eram isrealitas!! Afirmar isso é fazer eisexese, torcer o texto e extrair dele o que ele não diz.



Ou, talvez ele não possa estar dizendo que esses falsos mestres estarão na igreja numa posição análoga àqueles em Israel que tinham sido “resgatados” no Êxodo? A despeito disso, vemos que há muitas coisas diferentes que Pedro poderia desejar dizer, quando diz que os falsos mestres foram “resgatados” pelo Senhor. Por causa dessa ambigüidade, não seria sábio tomar essa passagem como negando a expiação limitada. De fato, à luz do claro ensino em outras partes da Escritura que a expiação limitada é verdadeira, seria melhor interpretar essa passagem ambígua à luz daquelas.
Resposta:
1-O texto não tem nada de ambíguo e diz claramente que Jesus resgatou os falsos mestres que serão condenados.
2- Só soa estranho pra quem lê o texto sob a ótica Agostiniana ou Calvinista!
3- um texto muito claro diz que Jesus é o salvador de todos os homens, inclusive dos Eleitos
1 Tm 4:10  Ora, é para esse fim que labutamos e nos esforçamos sobremodo, porquanto temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos os homens, especialmente dos fiéis.

para ver outros texto claros click
http://averacidadedafecrista.blogspot.com.br/2015/12/expiacao-limitada-uma-resposta-john.html



Segundo, é também ambíguo se Pedro está se referindo a Deus o Pai, ou a Cristo, como o Senhor que os resgatou, quando ele diz que eles chegaram “até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou”.
De fato, é provável que o “Soberano Senhor” que Pedro diz ter resgatado esses falsos mestres seja uma referência a Deus o Pai, não a Cristo. Isso porque nos  versículos seguintes Deus o Pai é mencionado e a palavra grega para Senhor usada aqui nunca é usada para Cristo, mas somente para o Pai (veja The Death of Death in the Death of Christ, de John Owen).
Esse entendimento está também mais de acordo com a alusão a Deuteronômio 32:6, onde Deus o Pai está em vista e é dito ter “adquirido” Israel. Se Pedro está dizendo que Deus o Pai resgatou esses falsos mestres, isso não pode ser uma referência à expiação. Por quê? Porque a expiação foi feita por Jesus, não pelo Pai. Assim, aqui está outra razão pela qual é provável que o resgate mencionado aqui não seja uma referência à morte de Cristo.
Resposta:
1- O resgate foi feita por Cristo para o Pai!! O Pai comprou por intermédio de Cristo!
Apocalipse 5:9  e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste <59> para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação
Ou seja, é INDIFERENTE se o texto se refere ao Pai ou ao Filho!!

2- o termo grego (despostes) em questão se refere sim a Jesus numa outra passagem:
Judas 1:4  Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor <1203>, Jesus Cristo
Seria melhor usar uma concordância grega do que o livro do John Owen




Terceiro, é ambíguo se Pedro está falando da realidade de um resgate, ou sobre a aparência de um resgate – isto é, a aparência e profissão exterior deles. Em outras palavras, o versículo pode significar “negando o Senhor que [dizem eles] os resgatou [mas na verdade não o fez]”, ou pode ter a intenção de confirmar que esses falsos mestres viriam de dentro da igreja visível. Falar deles como “resgatados”, então, não significaria que Cristo morreu para salvá- los, mas que eles ocupavam uma posição que supostamente deve se ocupada somente por aqueles que foram resgatados.
Resposta:
1- Se foi o Soberano Senhor que os resgatou, como pode ter sido aparência de um resgate??

2-O termo resgate é usado no novo testamento  no sentido do preço pago, da obra de Cristo!Confira
1 Coríntios 6:20  Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.
1 Coríntios 7:23  Por preço fostes comprados ; não vos torneis escravos de homens.
2 Pedro 2:1  Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou , trazendo sobre si mesmos repentina destruição.
Apocalipse 5:9  e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação
Apocalipse 14:3  Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados  da terra.

Assim, temos visto que há três ambigüidades grandes em 2 Pedro 2:1.
Primeiro, não está claro se o resgate desses falsos mestres é uma referência à morte de Cristo ou não.
Segundo, não está claro se aquele que os “resgatou” é mesmo Cristo, ou apenas o Pai.
 Terceiro, não está claro se Pedro está falando segundo a realidade ou aparência.
Por causa dessas ambigüidades imensas em 2 Pedro 2:1, esse não é um texto sólido contra a expiação limitada. Há muitas coisas que o versículo poderia significar legitimamente, e não seria sábio usá-lo como um argumento contra a verdade da expiação limitada.
Notas:
1 E-mail para contato: felipe@monergismo.com. Traduzido em agosto/2008.
2 O mesmo termo usado em 2 Pedro 2:1. Dessa forma, algumas versões, com a do autor por exemplo, utilizam o termo “resgatou” ou “comprou” nas passagens citadas neste artigo. (Nota do tradutor)
3 Vide nota anterior. (Nota do tradutor)
4  Fonte: http://www.desiringgod.org/
Resposta:
1- Essas 3 supostas ambiguidades foram na verdade refutadas uma a uma.
2- Ficou muito claro, que muitos calvinistas, ainda, tentam defender o frágil castelo de areia do calvinismo, e para isso fazer distorções, suposições e afirmações estranhas ao texto bíblico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário