Pesquisar e

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O HOMOSSEXUAL TEM DIREITO A TRATAMENTO PSICOOLÓGICO?

Suicídio e Homossexualidade
O Psicosite, citando pesquisa publicada na revista Archives General Psychiatry (1999; 56: 867-874), diz que "a média das pesquisas de tentativa de suicídio entre adolescentes homossexuais ou bissexuais é de 31% variando entre 20 e 39%.
Estudos epidemiológicos mostram que entre 18 e 24 anos de idade as tentativas de suicídio entre os homens é de 1,5% e para as mulheres de 3,4%. Entre 25 e 44 anos a taxa é de 4%. Acredita-se, segundo esses estudos, que a não conformidade com sua condição sexual gera o comportamento de auto-agressão."

Nessa pesquisa utilizou-se de uma mostra composta por 103 pares de irmãos gêmeos do sexo masculino. Foram investigados 4 sintomas básicos: pensamentos sobre a própria morte, desejo de morrer, pensamentos sobre cometer suicídio e tentativa de suicídio. Conclui, PsicoSite, dizendo que a orientação homossexual está significativamente relacionada aos sintomas ligados ao suicídio, em comparação com os irmãos heterossexuais, constatando um aumento significativo do risco de suicídio entre os homossexuais masculinos, independente do abuso de substâncias psicoativas e outros transtornos psiquiátricos.
para referir:
Ballone GJ - Suicídio na Adolescência, in. PsiqWeb, Internet, disponível em www.psiqweb.med.br, revisto em 2004.

O Códdigo Internacional de Doenças assim diz QUE O HOMOSSEXUAL PODE ALTERAR SUA IDENTIDADE OU PREFERENICA SEXUAL:
F66.1 Orientação sexual egodistônica
"Não existe dúvida quanto a identidade ou a preferência sexual (heterossexualidade, homossexualidade, bissexualidade ou pré-púbere) mas o sujeito desejaria que isto ocorresse de outra forma devido a transtornos psicológicos ou de comportamento associados a esta identidade ou a esta preferência e pode buscar tratamento para alterá-la." ("ALTERÁ-LA" SE REFERE A PALAVRA "PREFERÊNCIA")

Pressão Política"o DSM "NA 3ª EDIÇÃO ela [a homssexualidade] foi considerada um transtorno APENAS SE TOrNASSE O inidviduo ansioso ou desconfortável (homossexualidade egodistônica").
NO ENTANTO, DEVIDO A MUDANÇAS EM NORMAS SOCIAIS E FORTES PRESSÕES POLÍTICAS, quando o DSM III-R foi publicado, em 1987, a homossexualidade não foi listada como um trantorno"
(PSICOLOGIA DOS TRANsTORNOS MENTAIS, 2ª EDIÇÃO, P.408)


Histórico da mudança por pressão política"Em 1974, SOB A PRESSÃO dos "movimentos de liberação", a APA decidiu, ATRAVÉS DE PLEBISCITO, riscar a homossexualidade da lista das doenças mentais. O caso provocou um escândalo. De fato, ele indicou que a comunidade psiquiátrica norte-americana, NA IMPOSSIBILIDADE DE DEFINIR A NATUREZA DA HOMOSSEXUALIDAde, HAVIA CEDIDO A PRESSÃO DA OPINIÃO PÚBLICA, fazendo seus membros votarem SOBRE UM PROBLEMA CUJA SOLUÇÃO NÃO DEPENDIA DE UM PROCESSO ELEITORAL.
Treze anos depois, SEM A MENOR DISCUSSÃO TEÓRICA, O TERMO PERVERSÃO DESAPARECEU DA TERMINOLOGIA PSIQUIÁTRICA MUNDiAL E FOI SUBSTITUÍDO POR PARAFILIA , NA QUAL NÃO MAIS INCLUI A HOMOSSEXUALIDADE

(Dicionário de Psicanálise, Jorge Zahar Editor, 1998, p. 352)
O conselho federal de psicologia nega o direito de REORIENTAR os homossexuais, fazer reversões ou conversões

O Conselho Federal de Psicologia aprovou uma resolução no dia 22 de março de 1999.
Parágrafo único – Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. 
Art. 4° – Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica


veja o que diz este PSIQUIATRA  http://dradnet.com/section1/ninguem-nasce-gay.html

NÃO DEFENDO QUE SEJA DOENÇA!!  Mas se a pessoa deseja mudar sua orientação sexual qual o problema?

Nenhum comentário:

Postar um comentário